1) O que é chá?

Você sabia que o chá é a segunda bebida mais consumida do mundo? Sim, o chá é mais consumido que o café (a primeira da lista é, claro, a água!). E todos os tipos de chá são provenientes da mesma planta, a Camellia sinensis. Mas e os chá de hortelã, camomila e mate, por exemplo? Tradicionalmente estas bebidas não são chamadas de chá, mas sim de infusão. Já os chás preto, branco, verde, oolong e pu-erh são compostos pelas folhas da planta do chá, passando por diferentes etapas de processamento.

Estas etapas geralmente incluem colheita, oxidação, secagem, mas alguns chás, como o pu-erh passam ainda por uma etapa de fermentação. Cada tipo de chá deve ser preparado com uma temperatura, tempo e quantidades diferentes. Se você já tomou um chá verde amargo, por exemplo, provavelmente alguma destas características estava inapropriada. É interessante utilizar sempre água filtrada, pois o cloro pode interferir no sabor do chá.

Como todos os chás são provenientes da mesma planta, seus benefícios à saúde são relativamente semelhantes. Uma das principais qualidades do chá é sua alta quantidade de polifenóis que, de uma maneira geral, “combatem” os radicais livres, entre outros benefícios. Além disso, os chás contém outros estimulantes (teína e teobromina) em maiores quantidades que a cafeína. Juntamente com o aminoácido raro L-teanina, encontrado apenas nos chás verde e branco, proporcionam energia enquanto relaxam o corpo, sem gerar aquele pico de energia como ocorre com o café. Não podemos reclamar também do fato de o chá não possuir calorias.

Outro fato interessante é que um chá de qualidade pode ser utilizado para mais de uma infusão. Aliás, utilizar as folhas apenas para uma xícara é um grande desperdício. Cada infusão vai extrair substâncias diferentes, e é interessante observar a variação no sabor a cada xícara. A cafeína, por exemplo, que é muito hidrossolúvel, é extraída quase totalmente na primeira infusão. Esta é uma ótima dica para consumir chá à noite: você pode descartar a primeira infusão. Já os polifenóis são liberados mais gradativamente. Mas o ideal é que as múltiplas infusões sejam preparadas sucessivamente ou ao longo do dia, pois as folhas podem degradar se armazenadas úmidas.

Então recapitulando:

  • O chá é a segunda bebida mais consumida do mundo.
  • Todos os chás são proveniente da Camellia sinensis.
  • O chá traz benefícios à saúde
  • É possível (e recomendado) preparar múltiplas infusões.

E por hoje é só! Espero que tenham gostado! No próximo post do nosso “curso” vamos conhecer um pouco mais sobre o chá verde. Até mais!

Referências bibliográficas: TeaClass e Chá Yê.

Curso Básico sobre Chás

Olá pessoal!

Preparei uma série de 15 posts para compartilhar com vocês o básico sobre chás! Estes são os tópicos sobre os quais eu planejei escrever, mas conforme o retorno de vocês posso incluir/excluir algum tópico ou alterar a ordem.

  1. O que é chá
  2. Chá Verde
  3. Chá Preto
  4. Chá Branco
  5. Chá Oolong
  6. Chá Pu-erh
  7. Rooibos e Honeybush
  8. Mate e outras infusões
  9. Marcas: Chás Importados – Parte I
  10. Marcas: Chás Importados – Parte II
  11. Marcas: Chás Nacionais
  12. Chá de Saquinho
  13. Onde comprar chá?
  14. Chá é caro?
  15. Blogs e mais

Seria impossível esgotar o assunto, mas acho que trabalhando estes tópicos já dá para ter uma boa introdução sobre chás. Vale lembrar que não sou especialista, apenas me interesso e pesquiso um pouco sobre isto há vários anos. Espero que gostem! E vamos trocar dicas sobre o assunto. O conhecimento cresce quando é compartilhado. Um abraço e até mais!

Wind, Sand and Stars – Antoine de Saint-Exupéry

O Pequeno Príncipe é um dos meus livros favoritos, e sempre achei que Saint-Exupéry tinha falecido sem deixar outras obras. Fiquei surpreso quando descobri outros livros do autor, entre eles o Wind, Sand and Stars. A proposta do livro, no entanto, é bem diferente. Nele o autor conta várias memórias de quando era piloto, especialmente enquanto sobrevoava os desertos à serviço dos correios. Suas viagens são descritas com detalhes, especialmente os acidentes (que são muitos). Em várias passagens conseguimos vislumbrar detalhes que podem ter inspirado O Pequeno Príncipe. Talvez você não lembre, mas o narrador-personagem era aviador! Existem ainda vários trechos inspiradores, com aquelas frases ótimas para anotar em um bloquinho ou marcar com post-it.

exupery

Mas não vou mentir, de uma forma geral não gostei tanto do livro quanto esperava. Já havia começado a lê-lo alguns anos atrás e desistido. Desta vez, no entanto, consegui terminar! Na minha opinião, o livro não prende muito a atenção, e me pegava distraído durante a leitura. O fato de o inglês ser relativamente difícil, e repleto de termos de aviação pode ter contribuído para esta sensação. Descobri (obrigado @bellatuk!) que ele também foi lançado aqui no Brasil, com o título Terra dos Homens, similar ao original francês Terre des hommes. A edição mais recente foi feita pela editora Nova Fronteira, mas me parece que não está mais em circulação. Falei mais um pouco sobre este e outros livros no vídeo Lidos de Abril! Um abraço e até a próxima!