2) Chá Verde

Agora que você já sabe bem o que é chá, vamos conversar um pouco sobre o chá verde.

chá dragonwell

Processo

Para a produção deste tipo de chá, as folhas são colhidas, murcham, depois são secas e enroladas. Enquanto as folhas murcham, elas começam a perder umidade e a desenvolver o sabor e o aroma. A clorofila começa a degradar, e os níveis de cafeína sobem um pouco.

O principal diferencial do chá verde é que as folhas não oxidam (ou oxidam muito pouco). Para evitar que este processo ocorra, as folhas são aquecidas, por vapor ou em uma superfície quente. Basicamente, elas são “refogadas”. Isto inativa as enzimas, e impede que as folhas fiquem escuras. Simultaneamente, as folhas são enroladas em diferentes formatos, conforme o tipo de chá verde.

Existem vários subtipos comuns de chá verde, determinados por variações nos seguintes aspectos: local de plantio, a estação de colheita, a composição do chá (folhas/brotos), o tipo de secagem e o formato. Alguns tipos comuns são: Dragonwell, Gunpowder, Gyokuro, Sencha, Bancha e Genmai Cha (com adição de arroz tostado).

chá verde adagio

Preparo

Cada chá é diferente do outro, e por isso o tempo e temperatura ideal podem variar. Os outros ingredientes acrescentados no blend também podem interferir nestes parâmetros. Na dúvida, comece seguindo as instruções da embalagem e depois tente adaptar para seu gosto pessoa.

De uma forma geral, o chá verde é preparado a 80ºC, por cerca de 3 minutos. É interessante utilizar água filtrada, pois o cloro pode interferir no sabor. Caso você não tenha como controlar a temperatura da água, desligue o fogo assim que começarem a aparecer as primeiras bolhas de ar. No vídeo abaixo eu mostro em mais detalhes como preparar chá verde, de uma forma geral.

Chá verde é amargo?

Muitas pessoas têm esta impressão sobre o chá verde, mas isto provavelmente se deve ao preparo incorreto. Quando ele é preparado com água fervida, ou deixado em infusão por muito tempo, libera mais taninos e realmente deixa a bebida amarga. Um produto de má qualidade também pode ter esta característica indesejada. Quando preparado de forma correta, ele possui sabor bem agradável e pode ser tomado sem açúcar tranqüilamente.

bancha

Fontes: World of Tea, Tea Class,

1) O que é chá?

Você sabia que o chá é a segunda bebida mais consumida do mundo? Sim, o chá é mais consumido que o café (a primeira da lista é, claro, a água!). E todos os tipos de chá são provenientes da mesma planta, a Camellia sinensis. Mas e os chá de hortelã, camomila e mate, por exemplo? Tradicionalmente estas bebidas não são chamadas de chá, mas sim de infusão. Já os chás preto, branco, verde, oolong e pu-erh são compostos pelas folhas da planta do chá, passando por diferentes etapas de processamento.

Estas etapas geralmente incluem colheita, oxidação, secagem, mas alguns chás, como o pu-erh passam ainda por uma etapa de fermentação. Cada tipo de chá deve ser preparado com uma temperatura, tempo e quantidades diferentes. Se você já tomou um chá verde amargo, por exemplo, provavelmente alguma destas características estava inapropriada. É interessante utilizar sempre água filtrada, pois o cloro pode interferir no sabor do chá.

Como todos os chás são provenientes da mesma planta, seus benefícios à saúde são relativamente semelhantes. Uma das principais qualidades do chá é sua alta quantidade de polifenóis que, de uma maneira geral, “combatem” os radicais livres, entre outros benefícios. Além disso, os chás contém outros estimulantes (teína e teobromina) em maiores quantidades que a cafeína. Juntamente com o aminoácido raro L-teanina, encontrado apenas nos chás verde e branco, proporcionam energia enquanto relaxam o corpo, sem gerar aquele pico de energia como ocorre com o café. Não podemos reclamar também do fato de o chá não possuir calorias.

Outro fato interessante é que um chá de qualidade pode ser utilizado para mais de uma infusão. Aliás, utilizar as folhas apenas para uma xícara é um grande desperdício. Cada infusão vai extrair substâncias diferentes, e é interessante observar a variação no sabor a cada xícara. A cafeína, por exemplo, que é muito hidrossolúvel, é extraída quase totalmente na primeira infusão. Esta é uma ótima dica para consumir chá à noite: você pode descartar a primeira infusão. Já os polifenóis são liberados mais gradativamente. Mas o ideal é que as múltiplas infusões sejam preparadas sucessivamente ou ao longo do dia, pois as folhas podem degradar se armazenadas úmidas.

Então recapitulando:

  • O chá é a segunda bebida mais consumida do mundo.
  • Todos os chás são proveniente da Camellia sinensis.
  • O chá traz benefícios à saúde
  • É possível (e recomendado) preparar múltiplas infusões.

E por hoje é só! Espero que tenham gostado! No próximo post do nosso “curso” vamos conhecer um pouco mais sobre o chá verde. Até mais!

Referências bibliográficas: TeaClass e Chá Yê.

Curso Básico sobre Chás

Olá pessoal!

Preparei uma série de 15 posts para compartilhar com vocês o básico sobre chás! Estes são os tópicos sobre os quais eu planejei escrever, mas conforme o retorno de vocês posso incluir/excluir algum tópico ou alterar a ordem.

  1. O que é chá
  2. Chá Verde
  3. Chá Preto
  4. Chá Branco
  5. Chá Oolong
  6. Chá Pu-erh
  7. Rooibos e Honeybush
  8. Mate e outras infusões
  9. Marcas: Chás Importados – Parte I
  10. Marcas: Chás Importados – Parte II
  11. Marcas: Chás Nacionais
  12. Chá de Saquinho
  13. Onde comprar chá?
  14. Chá é caro?
  15. Blogs e mais

Seria impossível esgotar o assunto, mas acho que trabalhando estes tópicos já dá para ter uma boa introdução sobre chás. Vale lembrar que não sou especialista, apenas me interesso e pesquiso um pouco sobre isto há vários anos. Espero que gostem! E vamos trocar dicas sobre o assunto. O conhecimento cresce quando é compartilhado. Um abraço e até mais!